Inflação do IGP-DI tem no setor Vestuário as menores taxas do último mês

O Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) registra a inflação de preços desde matérias-primas agrícolas e industriais até bens e serviços finais. Ele avançou 0,43% em janeiro, após subir 0,83% em dezembro, divulgou na manhã desta terça-feira (7/02) a Fundação Getulio Vargas (FGV).

O resultado do indicador ficou dentro do intervalo das projeções do mercado financeiro, que estimavam uma alta entre 0,35% e 0,71%, com mediana positiva de 0,48%, de acordo com as instituições ouvidas pelo Projeções Broadcast. Com o resultado, o IGP-DI acumulou uma elevação de 6,02% em 12 meses.

A FGV informou ainda os resultados dos três indicadores que compõem o IGP-DI. O IPA-DI, que representa o atacado, teve alta de 0,34% em janeiro, após avanço de 1,10% em dezembro. O IPC-DI, que apura a evolução de preços no varejo, cresceu 0,69% em janeiro, depois da alta de 0,33% em dezembro. Já o Índice de Preços ao Consumidor – Disponibilidade Interna (IPC-DI) teve elevação de 0,69% no mês ante alta de 0,33% em dezembro.

Contudo, o setor de Vestuário caminhou na direção oposta, apresentando taxas menores no último mês (de 0,73% para -0,27%).

O índice de difusão, que mede a proporção de itens com aumentos de preços, foi de 58,88% em janeiro, ante 64,20% no mês de dezembro.

 

Por: admin

Comentários

comentários

Você pode gostar...